Federação das Unimeds da Amazônia

MZ: R.Amapá 374 - Manaus / FL: Tv. Humait, 2778- Belém

MANAUS-AM - CEP: 69053150

CNPJ: 84.112.481/0001-17

Perguntas e respostas: tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

O novo coronavírus é denominado oficialmente como COVID-19, sigla em inglês para “coronavirus disease 2019” (doença por coronavírus 2019, em tradução livre). Saiba mais sobre o coronavírus, veja como se proteger e quais procedimentos adotar diante de casos suspeitos.

 

1. O que é o coronavírus?
Coronavírus é uma família de vírus que causa doenças respiratórias.


2. Como surgiu o coronavírus?
São vírus conhecidos desde 1937 e existem alguns tipos deles. O que enfrentamos agora é o novo coronavírus (SARS-CoV-2), descoberto em dezembro de 2019 na China e que causa a doença chamada COVID-19.


3. Como é a transmissão?
A transmissão costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como: gotículas de saliva, espirro ou tosse. Também ocorre através do contato pessoa-a-pessoa, através de toques ou apertos de mão. Objetos ou superfícies recém contaminadas. Também podem ser foco de transmissão indireta ao se levar o vírus à boca, nariz e olhos, através das mãos de quem as tocar.


4. Quais são os sintomas do coronavírus?
São semelhantes a uma gripe comum, como febre, mal-estar generalizado, espirro, congestão nasal, tosse, dor de cabeça ecansaço. Nos casos mais graves há dificuldades para respirar e dores no peito também podem surgir.


5. Como prevenir o coronavírus?
- Lavar as mãos regularmente com água e sabão, além da utilização de álcool gel a 70%;
- Manter uma distância mínima de 2m entre as pessoas;
- Evitar aglomerações, ficando em casa;
- Ao tossir ou espirrar cobrir a boca e o nariz com o antebraço ou lenço descartável;
- Não compartilhar objetos pessoais.


6. Como é feito o tratamento?
Felizmente a maioria dos casos são brandos e o tratamento é o mesmo dos resfriados comuns, como analgésicos, hidratação abundante e boa alimentação. Para os casos mais graves há medidas específicas, geralmente hospitalares e a critério médico.


7. É possível ser infectado mais de uma vez?
A princípio, não. Mas ainda há estudos em andamento que estudam essa questão.


8. Há vacina contra a coronavírus?
Não temos a vacina ainda, mas vários países se dedicam a produzir uma nesse momento.


9. O coronavírus tem cura?
Sim! A grande maioria dos casos se curam espontaneamente. A OMS estima que 80% se enquadram nesse perfil. Há uma parcela de pessoas que possuem outras doenças e com idade mais avançada, na qual a doença avança com maior gravidade.


10. Vitamina C protege contra coronavírus?
A vitamina C atua no sistema imunológico e melhora nossa resistência de um modo geral, mas não é um ‘antídoto’ contra o coronavírus.

11. Estou com suspeita. Como devo proceder?
A Unimed Fama orienta ainda que pessoas recém-chegadas do exterior devem permanecer em isolamento domiciliar por 7 dias e as que chegarem de áreas endêmicas da COVID -19 o isolamento deve ser de 14 dias, mesmo que não apresentem sintomas. Pessoas que tiverem tosse, febre, coriza e moleza no corpo, não precisam procurar atendimento hospitalar, mas podem ligar para o número 0800 660 0200 e receber orientações necessárias.Caso apresente falta de ar procurar as unidades de saúde mais próxima.


12. Quem corre mais risco ao ser infectado por coronavírus?
Os casos mais graves têm sido em pessoas idosas que tem outras doenças em curso.


13. Animais de estimação podem transmitir o coronavírus?
Não há nenhum relato científico a esse respeito.


14. O clima no Brasil pode ajudar a combater o novo coronavírus?
Recente estudo chinês indica uma redução na transmissão nas cidades de clima quente e úmido, lá. Mas é um estudo preliminar e não há comprovação científica ainda.

15. Qual é o tempo de incubação do novo coronavírus?
O período médio de incubação é de 5 dias, com intervalos quepodem chegar a 12 dias.


16. Quanto tempo o novo coronavírus vive em uma superfície ou no ar?
Estudos avaliados pela OMS apontam que o vírus pode persistir nas superfícies por algumas horas ou, até mesmo, vários dias. Isto pode variar e depende das condições do local, do clima e da umidade do ambiente.


17. Qual é orientação para quem tem viagens marcadas para os países com registro de coronavírus?
No momento é não viajar. Muitos países já fecharam as fronteiras, inclusive.


18. Mulheres grávidas correm mais riscos?
A gravidez é um estado em que a mulher merece mais cuidado e atenção. Não é diferente com a COVID-19. Portanto, as medidas de precaução e controle devem ser redobradas.


19. Gestantes podem transmitir o coronavírus para o feto?
Até aqui os estudos apontam que não há transmissão da mãe para o feto e os registros na China não demonstram que bebês tenham nascido com a doença.


20. Mulheres com suspeita de coronavírus podem amamentar?
Tudo é muito recente, e os estudos são divergentes, mas até aqui não detectaram o vírus no leite materno. Há ponderações das autoridades americanas de saúde (CDC) que aconselham a não amamentação por haver risco de contaminar o filho através da respiração
que é muito próxima. Mas há também a OMS, por meio da Unicef, sugerindo que o aleitamento materno seja mantido, com todos os cuidados, como o uso da máscara pela mãe e a higiene frequente das mãos.


21. Que cuidados devem ser tomados pelas pessoas que usam transporte público?
Essa é uma questão que merece toda a atenção, pois nosso transporte público é superlotado e está muito distante das condições de higiene que se necessita em uma situação como a que estamos vivendo. Deve ser evitado, ou utilizado sem lotação, janelas abertas e
todo cuidado ao se segurar em superfícies que podem estar contaminadas.


22. Quem precisa ser internado em isolamento no hospital?
Pacientes graves, com dificuldade respiratória e que necessitam de atenção especializada.


23. Quem precisa ficar em isolamento domiciliar?
Casos suspeitos ou confirmados para COVID-19 que não necessitem de hospitalização e o serviço de saúde opte pelo isolamento domiciliar.


24.Qual a diferença entre pandemia, epidemia e infecção endêmica?
Em uma pandemia a doença ocorre em vários locais do planeta e ao mesmo tempo, já a epidemia é um aumento do número de casos de determinada doença em uma área delimitada, com um pique seguido de uma redução. A infecção endêmica é quando uma doença existe por longo período em determinada região.


25. Quanto tempo deve durar a quarentena?
Depende da doença e tem relação com o período de incubação. No caso do corona, 14 dias é o tempo sugerido para a quarentena.


26. Quais as medicações recomendadas para tratar a Covid-19 e quais não são recomendadas?
Como toda virose a medicação é de suporte, mas nessa pandemia estão usando alguns medicamentos que tem demostrado eficácia, mas são de uso hospitalar. Para os casos mais simples e que são a maioria (80%), recomenda-se remédios para dor e febre, além de boa hidratação e repouso.

 

Perguntas respondidas pelo médico infectologista, Dr. Homero Leão.

Unimed Fama
icone
COVID-19, saiba mais!